Publicado em Argentina, Cultura, Mundo, Viagens

Série: Minhas viagens – post 02/06 – Buenos Aires

Buenos Aires! Tenho um carinho especial por essa cidade pois foi o primeiro lugar para o qual viajei de avião e para fora do Brasil. E foi uma experiência muito incrível!

Essa viagem durou apenas 3 dias, mas foi o suficiente pra eu ter a certeza de que cultura é um assunto pelo qual eu sou apaixonada. Desde então, tenho viajado em média uma vez por ano.

Fui para Buenos Aires em Outubro de 2015. A viagem durou três dias pois foi encaixada no feriado de 12/10.

Sem dúvida, algo que prendeu muito minha atenção foi a arquitetura. Fiquei apaixonada pela arquitetura clássica que em muito lembra algumas cidades da Europa. Na minha concepção (lembrando que aqui expresso minha opinião pessoal de acordo com a experiência que tive) é uma São Paulo mais tranquila. Assim, foi fácil me locomover e não estranhei tanto estar longe de casa. Ah! Outra coisa que achei muito curiosa foram os táxis pretos e amarelos!

Achei, na verdade, Buenos Aires mais colorida e “simpática” do que eu pensava. A concepção que eu desenvolvi dessa cidade baseada em coisas que li na internet ou ouvia das pessoas (aquela clássica desavença Brasil x Argentina) me fazia pensar que Buenos Aires era uma cidade tão cinza quanto São paulo, de trânsito levemente caótico, gente apressada e desconfiada.

Graças aos bons céus eu estava muito errada!

A parte de Buenos Aires que conheci era bem colorida e alegre, com estabelecimentos cheios de movimento e bastante vida. Trânsito caótico? Nem vi! Achei, inclusive, as ruas organizadas e os argentinos reservados, mas simpáticos. Nada de acordo com a imagem que eu tinha deles. Fui muito bem atendida em todos os lugares onde fui, desde passeio até compras. Metrô não foi um problema, mas a maior parte da visita foi feita a pé. Três dias era pouco tempo para fazer tudo o que eu queria, mas aproveitei o quanto pude! E, mesmo com vergonha, na segunda metade da viagem comecei a soltar mais meu espanhol.

Outra coisa que notei também, é que Buenos Aires não é uma cidade tão suja quanto as pessoas dizem. Ao menos pelos lugares que visitei e pelo tempo que fiquei, não foi algo que me chamou a atenção.

El Ateneo

El Ateneo era o lugar que eu mais queria conhecer. Considerada uma das livrarias mais lindas do mundo, El Ateneo é uma livraria construída dentro de um teatro. Assim, toda a estrutura do teatro foi mantida. Eu poderia ter ficado os três dias da viagem dentro desse lugar, tranquilamente! Lugar gostoso com um café (igual nossas livrarias em shoppings) e uma variedade imensa de livros! O que chega a ser bem curioso, pois a livraria não é tão grande quanto as fotos nos fazem pensar que é.

Sim, eu comprei um livro e marcadores de página! ❤

Você vai pra Buenos Aires? Recomendo muito essa visita!

Havana

Ir a Buenos Aires e não ir no Havana tomar um café, sem chance! Fiz uma parada em uma das lojas da rede, e, mesmo não sendo uma grande fã de doce de leite (acreditem!) eu experimentei. Quando em Roma, faça como os romanos, certo?

Dia 12/10, Dia do Respeito à Diversidade Cultural

Eu não sabia que o dia 12 de outubro também é feriado na Argentina. Então, dei muita sorte em ter assistido um desfile muito legal na Avenida 9 de Julio sobre culturas que compõem os moradores da Argentina. É como se em São Paulo tivéssemos uma festa que celebrasse todas as culturas que fizeram São Paulo se desenvolver.

Só por ter essa data em seu calendário, os argentinos têm meu imenso respeito!

Casa Rosada e Monumentos

Visitei a Casa Rosada sim, e alguns monumentos. Mas não entrei. Como o tempo de viagem era curto, resolvi pular essa visita detalhada. Mas posso dizer que sim, o movimento de turistas é intenso já do lado de fora. Eu não quis arriscar entrar e me deparar com grupos de turistas desses que ficam horas observando as coisas, sendo que eu tinha tão pouco tempo para conhecer o máximo possível da cidade.

Tango!

Ir para Buenos Aires, e não ir a um show de tango, não é ir para Buenos Aires! Foi um espetáculo mais incrível do que eu achei que seria. é uma dança realmente linda! O lugar estava lotado, e os expectadores todos em seus lugares, respeitando o espetáculo. Teve até cavalos no meio da apresentação! (sim, eu fiquei muito animada! hahaha)

O espetáculo que assisti foi no Señor Tango e, infelizmente, eles não permitem (ao menos não quando eu visitei em 2015) que se tire fotos ou grave o espetáculo. Tem sempre um garçom pronto pra chamar sua atenção se vê você com o celular na mão!

Zoológico de Buenos Aires

Visitei sim o Zoo de Buenos Aires (não o de Lujan). Não achei os animais tão descuidados, mas achei poucas variedades de espécies. E ele é bem menor que o nosso de São Paulo, apesar de ser um parque enorme. Minha principal memória foi do tigre branco, separado dos turistas por uma imensa parede de vidro.

O Zoo conta com espécies de animais domésticos (como patos e ovelhas) em estilo “fazendinha”, além de ter animais de espécies selvagens, como elefantes, leões, ursos. Pelo zoo ficam soltos pavões e maras, que são pequenos mamíferos roedores da família das capivaras.

Não notei as mesmas estruturas que há no Zoológico de São Paulo, como centro de reabilitação de animais, berçários, veterinários, centros de treinamento e educação escolar…. Não quer dizer que não exista, apenas não chamou minha atenção se há esses espaços no Zoo de Buenos Aires. Foi super emocionante ficar cara a cara com o tigre branco, e sem dúvida ele era a atração principal no dia em que visitei o zoológico. Mas não é um lugar que eu faria uma segunda visita quando voltar a Buenos Aires.

Comida

Essa, pra mim, é uma das melhores partes de viajar. E eu comi muito bem em Buenos Aires! Carnes, pizzas, empanadas… Voltaria só pra comer tudo de novo! Vale muito a pena fugir dos restaurantes caros e explorar cafés, bares e restaurantes mais discretos. Você vai comer muito bem!

Queijo! Todas as minhas experiências gastronômicas nesses 3 dias que envolveram queijo foram demais! Eu amo queijo! E, pelo visto, os argentinos também!

Eu voltaria para Buenos Aires?

Sim, sem dúvida! 3 dias foi pouco para ver tudo o que eu gostaria. Não visitei La Bombonera, nem tantos centros comerciais como tive vontade, e nem pude explorar a fundo a gastronomia e outros pontos que queria. Mas com certeza vou voltar para ficar mais dias e aprofundar a experiência!

Meus breves dias em Buenos Aires permitiram que eu começasse a explorar um pouco mais da minha consciência cultural, mas na época, eu nem percebi que estava fazendo isso. Foi muito interessante me soltar da minha timidez e falar em espanhol e percorrer a cidade sem o auxílio de um guia turístico. Apenas mapa e curiosidade de sobra! Então sim, sem dúvida quero voltar pra essa cidade que me acolheu em minha primeira experiência fora do meu país e recomendo essa cidade como a primeira experiência fora do país para quem quer visitar lugares fora do Brasil! Será um bom começo!

Veja aqui os outros posts da série sobre minhas viagens:

Por Helena Salgado

*Todas as fotos usadas nesse post são de arquivo pessoal, tiradas durante os dias da minha viagem. Qualquer reprodução sem autorização é proibida e estará sujeita à revisão de direitos autoriais.

Autor:

Olá! Eu sou a Helena! Sou historiadora, secretária executiva trilíngue e atuo na área de inteligência cultural. Amo ler, escrever e viajar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.